sábado, 10 de fevereiro de 2007

Meio Ambiente - Ecologia Profunda



Os anos 90 representam a década do meio ambiente, não por decisão nossa, mas porque os acontecimentos quase fogem ao nosso controle.
A ecologia profunda vê os seres humanos como apenas um fio na teia da vida. Reconhece que estamos todos ligados à natureza e somos dependentes dela. Cada organismo — da diminuta bactéria, passando pela vasta gama de plantas e animais, até chegar aos seres humanos — é um todo integrado e, portanto, um sistema vivo.

É urgente uma ética ecológica profunda, especialmente na ciência, já que a maior parte daquilo que os cientistas estão fazendo não preserva a natureza, mas destrói-a:

Físicos criam armas que ameaçam varrer a vida do planeta;

Químicos contaminam o meio ambiente;

Biólogos criam novos e desconhecidos microrganismos sem medir as consequências;

Cientistas torturam animais em nome do progresso científico.

Com todas essas atividades em marcha, é claro como a luz do dia que introduzir padrões éticos na ciência moderna é mais do que urgente. Precisamos estar dispostos a questionar tudo e abandonar a busca cega de crescimento sem restrições.

Uma sociedade sustentável é aquela que não reduz as oportunidades das futuras gerações.

A Terra é nosso lar comum

e criar

um mundo sustentável

para nossos filhos e para as futuras gerações

é tarefa de todos nós

Adapatado de Fritjof Capra

Fonte: wwwtaps.org.br/Páginas/Meioambiente.html

2 comentários:

Joao Soares disse...

Olá,bem vinda ao BioTerra.
Está quase a fazer três anos...
Já fiz um link....

roliveira disse...

Aos poucos estamos a tomar consciência de que os nossos actos têm sido, até agora, inconsequentes.
Estamos numa altura que permite remediar e respeitar mais o meio ambiente. Só assim poderemos ter qualidade de vida.